MUNICÍPIO AMPLIA REDE DE FUNCIONAMENTO DAS FARMÁCIAS NOS BAIRROS

Duas farmácias foram abertas em julho, uma no bairro Cidade Nova e outra no Porto Belo. Compromisso da atual gestão é facilitar o acesso do usuário do SUS na busca pelo medicamento

Postada em 27 jul 2017

Como parte do plano de governo de Chico Brasileiro uma das prioridades tem sido a atenção ao usuário do SUS e a preocupação em humanizar o atendimento da saúde municipal. A abertura de novas farmácias em unidades básicas de saúde é um compromisso do prefeito. Além de estender horários das farmácias que já estavam funcionando, o Município tem como objetivo abrir novas farmácias em bairros mais distantes e a previsão é de que até o final do ano todos os bairros de Foz ofereçam esse atendimento, em pelo menos um período.

Em julho, a Prefeitura abriu duas farmácias, uma no bairro Cidade Nova e outra no Porto Belo. A próxima que deverá ser aberta, segundo a responsável pela divisão de Assistência Farmacêutica, Flávia Rastelli, é no bairro Jardim São Paulo, prevista para inaugurar durante o mês de agosto. Outra também prevista para a região do grande Porto Meira, mas sem uma data definida. Em todas as farmácias básicas do Município há pelo menos um farmacêutico responsável.

De acordo com Chico Brasileiro, uma das metas dentro dos 100 dias de governo era de abrir farmácias em bairros mais distantes da região central, justamente para facilitar ao usuário do SUS que tem dificuldade com transporte e acesso a garantia deste atendimento. “E já conseguimos abrir duas, mas a intenção é ampliar e deverão ser abertas na sequência uma farmácia do Jardim São Paulo e outra na região do Grande Porto Meira. Queremos aproximar mais a população da busca pelo medicamento, porque entendemos que a saúde é um componente essencial na vida das pessoas e temos este compromisso de disponibilizar um acesso mais fácil ao cidadão, ao usuário do SUS para poder usar a medicação e se recuperar, isso faz parte do nosso plano de governo como prioridade”, destacou o prefeito.

Todo medicamento é ofertado ao paciente SUS mediante receita médica e documentos pessoais. As receitas para hipertensos e pessoas com diabetes são válidas por seis meses, a partir da prescrição. Pacientes que precisam retirar medicamentos destas patologias podem fazer normalmente todo mês na farmácia do bairro mais próximo.

Os aparelhos medidores de glicemia foram trocados para melhorar a qualidade de vida dos pacientes diabéticos, insulinodependentes. Atualmente o Município acompanha em torno de 800 pacientes com este diagnóstico.
AMN

CONFIRA A REPORTAGEM EM ÁUDIO

Comentar


Publicidade